Se comunicando com amigos na estrada: Parte 2: Como resgatar uma amizade de viagem quando tudo dá errado

Postado em 29 março 2016

Como discutimos na parte um, estar na estrada pode ser uma fonte de atrito – mesmo quando você está viajando com um amizade concreta com a qual você nunca discutiu. Quer vocês debatam sobre uma acomodação de qualidade inferior, exaustão por calor, o que ver, ou algo tão trivial quanto a habilidade de ler mapas, aqui vão alguns conselhos sobre o que fazer se tudo der errado...

Viaje sozinho por algum tempo

Viajar sozinho tem muitas vantagens óbvias e outras não tão óbvias assim: você está no controle, pode fazer o que quiser quando quiser e não precisa se preocupar com outras pessoas quando tudo dá errado. Se você quer acordar super cedo para ver o nascer do sol, tire um cochilo a tarde, ou vá para a cama cedo, você pode. Se você quiser ir para o mesmo restaurante para comer a mesma pizza ou kebab, você pode. Você é livre para ser tão preguiçoso ou frenético quanto quiser. Mas ao mesmo tempo, isso lembra o que você está perdendo...

Começando a sentir falta de ter companheiros de viagem? Eles provavelmente também estão

Após viajar sozinho, você pode perceber que está perdendo as longas conversas que teve sobre a arte Renascentista e sobre a filosofia ocidental quando estava em seu mochilão para a Itália. Você pode preferir alguma compania enquanto assiste aquele espetacular pôr do sol nas Ilhas Gregas ou desejndo um pouco de companheirismo durante aquelas viagens cansativas através da Argentina. Se você está começando a se sentir dessa forma, seu amigo provavelmente também está. Por que não mandar uma mensagem ou e-mail e sugerir uma cerveja?

Uma vez que você voltar com seus companheiros de viagem, aprenda a se conter

Se você ama uma ambiciosa caminhada mas os seus amigos não, encontre uma solução com a qual todos fiquem felizes. Por exemplo, se você está em um mochilão para a Trilha Inca no Peru, você pode caminhar pela inspiradora rota de 43 quilômetros e os seus amigos podem simplesmente pegar o trem em Cuzco. Em todo caso, a parada final é Machu Picchu, o que significa que vocês ainda irão acabar encontrando uns aos outros no mesmo ponto final.

O ponto principal aqui é assegurar que todos possam viajar em um ritmo que seja certo para eles, quer isso significque fazer uma trilha de 15 quilômetros em um dia, ou apenas usar o transporte público. Se conter pode ser uma ótima forma de abandonar os conflitos passados e evitar novos quando viajar com amigos – e isso não é apenas uma ótima habilidade para desenvolver durante a viagem, é algo que irá te ajudar em toda a sua vida.

Não tenha medo de sugerir algum tempo sozinho

Se você quer ir a uma galeria de arte, mas o seu amigo prefere visitar a feira de comida, por que não se separarem por algumas horas e combinar de se encontrarem mais tarde? Lembre-se, são as suas férias tanto quanto as deles, então não perca tempo fazendo algo que você não aproveite para o bem deles. Quando vocês experimentam vistas diferentes e conhecem pessoas diferentes, terão muito mais sobre o que conversar no final do dia.