Um guia de iniciantes para a cultura de bebida japonesa

Postado em 22 abril 2016

Hostels e Albergues - Japão

 

A maioria dos recém-chegados encontram aqui dois lados do Japão: é tanto excitante quanto insondável, acolhedor e confuso. E quando você segue para o seu albergue para aproveitar um pouco da vida noturna local, essa sensação com frequência dobra. Enquanto o cenário de bebidas é muito raramente formal como a vida profissional japonesa, há alguns hábitos e variações regionais que valem a pena entender. O outro lado é onde os moradores locais vão fundo – então uma vez que você entre no ritmo, uma ótima noita está garantida. Aqui estão cinco coisas que você precisa saber sobre beber no Japão...

1. Não há meias medidas

Os japoneses jogam duro e ficam juntos até que a noite acabe. Se você marcar de ficar com eles, será esperado que você permaneça até o fim da noite. Continuar bebendo geralmente é a regra, mas algumas pessoas podem desmaiar e dormir enquanto os outros continuam. Isso é normal e preferível a ir para casa cedo. Bagunçar é ótimo, até mesmo encorajado, mas não leve isso como um sinal verde para ser mal-educado.

2. Comer NÃO É um truque

A maioria dos japonese gostam de beber em um izakaya. Esses pubs japoneses são mais focados em comida do que a versão britânica, já que os japoneses geralmente gostam de comer enquanto bebem - veja por si mesmo em uma junção yakitori na noite de sexta-feira. Muitos bares do Japão são temáticos e você pode acabar em um bar com tema jamaicano ou de um jogo de computador. Os karaokês são muito populares e amigos gostam de sair juntos para beber, se jogar e cantar músicas J-pop idiotas de amor.

3. Regra da cerveja e do uísque

Apesar do cenário crescente da micro-cervejaria, a maioria dos japoneses irão continuar com as grandes marcas de cerveja como a Premium Malts ou a Super Dry, além das cervejas artesanais como Hitachino Nest. Caras mais velhos irão beber uísque ou sochu, uma forte bebida alcoólica de arroz. Ao contrário do que você pode pensar, o saquê não é tão bebido, raramente é servido quente e é mais provável que seja servido em uma hospedaria ou em um exclusivo restanrente kaiseki em Quioto.

4. Não há festas como as que acontecem em Osaka

Hostels e Albergues - Festa de Osaka

 

Dos abafados "pubs" de Hokkaido, bem ao norte do cenário da vida social exterior de Okinawa no sul, a cultura de bebida do Japão tem algumas surpreendentes diferenças regionais. Enquanto Tóquio tem tudo o que você poderia esperar de uma cidade grande, o prêmio de cultura de bebida mais excitante vai para Osaka. Junte-se com um grupo de descontraídos moradores locais no aglomerado de um bar e vá até alguns kushi katsu para cerveja e coisas fritas em palitos. A partir dai, você pode ir atrás de mais cervejas e takoyaki frito, e então aos bares mais descolados no distrito Namba.

5. Isso irá doer no bolso – mas não muito

Se por um lado o Japão não é tão barato como os outros destinos asiáticos, também não tem um valor astronômico. Tóquio é mais caro, com cerveja custanto entre ¥600 e ¥950 em um bar, drinques com valor de ¥1500 a ¥2500. Em Osaka, a cerveja é ¥350 a ¥600 e um drinque ¥700 a ¥1700. O saquê irá custar ¥750 por um copo, enquanto uma lata de cerveja em uma loja de conveniência custa por volta de ¥250. O Karaokê custa geralmente ¥3.000 por uma hora, por pessoa.